fbpx

Emília cobra início dos trabalhos da Procuradoria da Mulher

Emília cobra início dos trabalhos da Procuradoria da Mulher

Através de um ofício, a Procuradora presidente Emília Corrêa (Patriota), juntamente com as demais integrantes da Procuradoria da Mulher, cobraram, ao presidente do legislativo municipal, Nitinho Vitalle (PDT), urgência e efetivação de toda a estrutura que ficou estabelecida na última reunião remota realizada em meados de março.

De acordo com Emília, o presidente se comprometeu em fornecer todo o suporte técnico previsto pela Resolução n. para o funcionamento do órgão no âmbito municipal, mas até o momento, não houve evolução. “Após ouvir nossos pleitos, foi deliberado um quadro de funcionárias entre elas, Advogada, Assistente Social, Psicóloga e Secretária. Tenho sido cobrada constantemente. “As mulheres estão nos cobrando. E, o que precisamos para darmos início aos trabalhos, inicialmente, é dessa parte de recursos humanos, não é nem da estrutura física. Sei que a CMA está passando por reforma”, lembrou.

Emília, que também reforçou a cobrança ao discursar durante Sessão Ordinária (remota) do legislativo, destacou, mais uma vez, a abrangência do órgão. “Queremos amparar as mulheres aracajuanas criando mecanismos para que elas possam ter a Procuradoria como parte da rede de proteção, um lugar para serem ouvidas, para cuidar das vítimas com os encaminhamentos em todas as esferas. As mulheres precisam de mais essa porta aberta com toda amplitude que ela propõe”, enfatizou.

Ascom

📸 Gilton Rosas

Compartilhar este post