fbpx

“O povo não reclamaria de reajuste na tarifa se houvesse dignidade no transporte”, diz Emília

“O povo não reclamaria de reajuste na tarifa se houvesse dignidade no transporte”, diz Emília

 

Em vigor desde o último domingo, o aumento de 12,5% na tarifa do transporte público da Grande Aracaju, atualmente, R$ 4,50, foi destaque na fala da vereadora Emília Corrêa (Patriota) durante discurso acalorado no Legislativo Municipal.

“É uma cadeia. A gente sabe que a situação no país está bem delicada, que tudo está mais caro, mas é impressionante como as justificativas do setor são sempre as mesmas, e as melhorias nunca chegam. A população sempre tem que entender o lado dos empresários, mas ninguém vê o lado dos usuários. É uma conta injusta. Que nunca bate”, declarou Emília.

Para a oposicionista, pelo menos agora, o aumento não deveria ocorrer, principalmente porque recentemente foi aprovado um subsídio para dar suporte ao funcionamento do transporte público da região metropolitana. “Teve aumento de tudo, mas não teve da contraprestação. Frota sucateada, não respeita e nem supre a demanda dos passageiros, não houve a famosa e necessária Licitação, é como eu digo: os velhos problemas com a mesma gestão. Sem falar no subsídio. Aliás, servirá só para regularizar a situação dos trabalhadores? Há anos estamos na mesma situação degradante. Não progride. Só piora”, criticou.

 

Ascom

📸Gilton Rosas

Compartilhar este post