fbpx

Transporte Público: Emília crítica falta de representante da PMA em Audiência

Transporte Público: Emília crítica falta de representante da PMA em Audiência

 

“Não ter representantes da Prefeitura e da SMTT na Audiência Pública realizada especificamente para discutir medidas a serem tomadas nos transportes públicos na pandemia, já diz muito sobre o desinteresse”, a declaração foi feita pela vereadora Emília Corrêa (Patriota), durante sua fala em Audiência Pública (remota) na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) que teve como tema: “As medidas tomadas em relação ao Transporte Público Coletivo no Município de Aracaju decorrentes da pandemia da Covid-19”.

Para Emília, mais que contraditório, é inadmissível uma gestão afirmar “cuidar do povo”, se em plena pandemia, se recusa ter um simples diálogo com autoridades e vereadores para debaterem ações que visam evitar a propagação do vírus nos transportes públicos da cidade. “Essa atitude revela muito. Temos, aqui, autoridades sobre o assunto, e porque não ter, principalmente, representantes que poderiam resolver? É algo fundamental. Nem de conversar eles têm interesse, imagine de buscar soluções para o problema. O que é muito grave, por sinal”, lamentou.

Já ressaltado pela oposicionista outras vezes, a vereadora se mostrou bastante preocupada, pois considera os ônibus um dos locais com maior índice de contaminação. “Onde aglomera, vai existir contágio. É bem óbvio. Por mais que mantenham alguns cuidados. Quer mais aglomeração que nos terminais e ônibus? Mas não adianta uma parte estar preocupada, sugerir soluções se de quem deve partir as atitudes nem, sequer, um diálogo está sendo possível”, frisou.

Por fim, a vereadora destacou que o momento é delicado, têm sido de “perdas”, em todos sentidos, inclusive financeiramente, com relação às empresas. “Se não houver um pouco de recuo nos lucros, tem que se aumentar a frota. Infelizmente, todo mundo está sofrendo com as consequências da pandemia. Não só renda, empregos, mas, vidas. Enquanto permanecer esse desinteresse e irresponsabilidade, continuaremos na mesma de sempre: enxugando gelo”, afirmou.

 

Ascom

📸 César de Oliveira

Compartilhar este post