fbpx

Emília Corrêa: PL prevê reaproveitamento de alimentos

Emília Corrêa: PL prevê reaproveitamento de alimentos

 

Dando embasamento ao seu discurso o recente e triste dado feito pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) de que, 33,1 milhões de brasileiros passam fome hoje no país, isso é equivalente a 15,5% da população, a vereadora Emília Corrêa (Patriota), destacou o Projeto de Lei (PL) 104/2022, de sua autoria, que propõe o reaproveitamento de alimentos não consumidos no município.

“A ideia surgiu diante desse contraste de desperdício que sabemos que existe e do número alarmante e crescente de pessoas passando fome.
Trata-se de um problema social, onde cada um pode e deve contribuir como puder. Sem falar na contribuição que faremos aos meio ambiente, sendo poupado a criação de novos lixos e do consumo consciente”, afirmou.

Ainda segundo a líder da oposição na Casa, ficará à cargo da prefeitura a realização de campanhas de conscientização. “O projeto foi protocolado. Claro que ainda haverá várias etapas até a aprovação se, for aprovado, porque é esse nosso desejo, mas diante mão, ressalto que a parte do Executivo seria
promover campanhas de esclarecimentos e estímulos à doação, à redução de desperdício, ao aproveitamento integral de alimentos e das demais atividades de educação”, salientou.

Sobre o PL

Caso aprovado, a proposta é que o programa arrecade junto às indústrias, cozinhas industriais, restaurantes, mercados, hipermercados, feiras, sacolões ou assemelhados, alimentos industrializados ou não, que, por qualquer razão, tenham perdido sua condição de comercialização, sem, contudo, terem sido alteradas as propriedades que garantam condições plenas e seguras para o consumo humano, segundo o órgão municipal competente. Os doadores poderia ser tanto pessoas físicas ou jurídicas, responsáveis pelos estabelecimentos referidos citados anteriormente.

 

Ascom

📸 Gilton Rosas

Compartilhar este post